26 de abr de 2016

Juiz Federal José Carlos do Vale Madeira fala para Márlon Reis que a política pode ser território de pessoas probas e bons e o parabeniza




José Carlos Madeira para 

O juiz federal Dr José Carlos Madeira incentiva o agora ex-juiz Márlon Reis. 
Márlon Reis saberá fazer das suas convicções as suas barricadas em favor da construção de uma sociedade com homens e mulheres socialmente iguais, humanamente distintos e totalmente livres.

"Meu amigo Márlon Reis, parabéns pela coragem em deixar a Magistratura neste momento. Decisão certamente difícil!

Que Deus lhe abençoe ricamente e lhe proteja, sempre!

A política é território de homens maus porque os homens bons dela se esquivam!

Quando homens bons partem para esse território, sobretudo em momentos como o que vivemos, um alento toma conta de todos os que acreditam na Política com dimensão ética!

Parabéns!
Sucessos!" 

19 de abr de 2016

NYT, maior jornal do mundo, afirma em editorial: Teve Golpe no Brasil!


Assim como vários outros veículos da imprensa internacional, como The Guardian, El País, CNN e Der Spiegel, o NYT, maior jornal do mundo, também condenou o golpe parlamentar liderado por Eduardo Cunha & Cia, que transformou o Brasil numa república bananeira aos olhos do mundo; segundo editorial, as pedaladas fiscais foram um pretexto para um referendo sobre o PT, no poder desde 2003; “Dilma, que foi reeleita em 2014 por quatro anos, está sendo responsabilizada pela crise econômica do país e pelas revelações das investigações de corrupção que envolvem a classe política brasileira”, diz o texto, que ressalta que o processo é conduzido por políticos acusados de crimes mais graves do que os atribuidos à presidente; ainda há tempo para que o Senado e o Supremo Tribunal Federal corrijam a lambança.
Com Brasil 247.
Enviado por Eri Santos Castro.
#Compartilhe.

17 de abr de 2016

The New York Times mostra aquilo que a mídia tradicional brasileira esconde

New York Times denuncia corruptos por trás do golpe contra Dilma. Jornal norte-americano mostra aquilo que a imprensa tradicional brasileira esconde: presidente não cometeu crimes, mas é atacada por políticos que respondem na Justiça por uma série de ilicitudes.


Em reportagem publicada na última terça-feira (12), oThe New York Times destaca a votação do relatório de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff na segunda-feira (11) e reforça: “Deve-se lembrar que Dilma é uma das raras figuras políticas no Brasil que não estão enfrentado acusações de enriquecimento pessoal ilícito.”
O jornal americano informa que a votação que ocorrerá neste fim de semana, no domingo (17), aponta para uma nova etapa volátil na crise política do Brasil.
“Se a medida de impeachment for aprovada na Câmara, o processo seguirá para o Senado, que decidirá o futuro da presidente. Se o Senado opta por avançar, Dilma será suspensa e substituída pelo vice-presidente, Michel Temer.”
Em nova matéria publicada nesta quinta-feira (14), o mesmo The New York Times, através dos jornalistas de Simon Romero e Vinod Sreeharsha, destrincha quem são os parlamentares que estão por trás da tentativa de golpe em curso no Brasil.
O jornal norte-americano chama a atenção para o fato de que Dilma Rousseff nunca foi denunciada por corrupção em toda a sua carreira política, mas que seus detratores respondem na Justiça por uma série de crimes, com fraudes eleitorais, enriquecimento ilícito e desvio de dinheiro público.
Com informações de EBC e Revista Fórum.
Enviado por Eri Santos Castro.
#Compartilhe.

15 de abr de 2016

O que a Globo esconde da decisão de ontem (14) do STF

Eri Castro

Por oito votos a dois, o Supremo Tribunal Federal confirmou a votação do impeachment neste domingo, mas definiu que a análise deve estar restrita à denúncia original, sobre pedaladas fiscais, e não sobre o parecer de Jovair Arantes (PTB-GO), que foi mais amplo; presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski, disse que a Corte não fechará as portas para "analisar a tipificação do crime de responsablidade" do impeachment; para o ministro da Advocacia-Geral da União, Eduardo Cardozo, o STF reconheceu limites da denúncia contra Dilma; “Todos os outros fatos, como a delação do senador Delcídio do Amaral, não fazem parte da denúncia”, disse.
Com Brasil 247.

13 de abr de 2016

O quadro do impeachment no Maranhão. O governador precisa fazer o uso radical da sua liderança

Dos 18 deputados federais, 7 são contra o golpe, 7 ainda estão indecisos e 4 a favor do impeachment. O governador Flávio Dino, exercendo a sua liderança e o respeito aos mais de 80% dos maranhenses que votaram em Dilma para presidente, tem radicalizar e pedir a unidade da bancada em torna da tese da defesa intransigente da democracia no Brasil. 
Dos 4 a favor do impeachment ( Eliziane Gama, Zé Reinaldo, João Castelo e Juscelino Filho), pelo menos 2 podem atender ao pedido do governador.
Dos 7 indecisos ( Pedro Fernandes, Victor Mendes, André Fufuca, Hildo Rocha, Waldir Maranhão, Sarney Filho e Cleber Verde) pelo menos 4 podem atender ao seu chamado.
Dos 7 contra o golpe ( Zé Carlos, Rubens Pereira Jr, Weverton Rocha, Aluísio Mendes, João Marcelo, Junior Marreca e Alberto Filho), todos reconfirmados a favor da democracia.

Nicolelis: Mundo todo já se deu conta do golpe no Congresso


:

Considerado um dos vinte maiores cientistas do mundo pela revista Scientific American, o brasileiro Miguel Nicolelis disse pelo Twitter que golpe contra Dilma Rousseff é preocupação mundial: "Mundo todo já se deu conta do que acontece no Congresso brasileiro ns momento. Tentativa de golpe está relatada na imprensa mundial"

Do Brasil 247.

Vaze do Cargo Temer

"Chega de cartas vazadas com tintas de mesquinhez. Chega de áudios vazados com discursos em falsete. Vaze do cargo Temer" Disse o senador Humberto Costa.

MST convoca os moradores dos morros pra ocupar Copacabana neste domingo

Stédile: desça do morro e vá pra Copacabana defender a democracia contra o golpe dos farsantes Cunha e Temer.
Foto de Eri Castro.

A melhor e mais precisa definição de Cunha e Temer quem fez foi Dilma, confira

"Os golpistas podem ter chefe e vice-chefe assumidos. Não sei direito qual é o chefe e qual é o vice-chefe. Um deles é a mão, não tão invisível assim, que conduz, com desvio de poder e abusos inimagináveis, o processo de impeachment. O outro esfrega as mãos e ensaia a farsa do vazamento de um pretenso discurso de posse."
DILMA, SOBRE EDUARDO CUNHA E MICHEL TEMER
Foto de Eri Castro.

12 de abr de 2016

Governador Flávio Dino recebe MST para discutir programa 'Sim, eu posso'


O governador Flávio Dino recebeu, na manhã desta sexta-feira (8), integrantes do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais Sem Terra (MST). Na discussão, além de questões importantes para o desenvolvimento social e agrário do Maranhão, foi debatida a execução do Programa de alfabetização de jovens, adultos e idosos, o 'Sim, Eu Posso!'.

"Estamos avançando na nossa mobilização em torno da temática da alfabetização. Há um foco inicial nos 30 municípios do Plano mais IDH. Em alguns deles a estratégia envolve a parceria com o MEC (Ministério da Educação), que é o chamado 'Brasil Alfabetizado', em outros municípios essa parceria envolve a Universidade Estadual (UEMA) e o MST, com a aplicação do método conhecido internacionalmente, inspirado no grande educador brasileiro, Paulo Freire", explicou o governador Flávio Dino.

O método de alfabetização, concebido pelo Instituto Pedagógico Latino-Americano e Caribenho de Cuba (Iplac), aliado aos círculos de cultura da pedagogia Freireana, visa alfabetizar em oito meses mais de 14 mil jovens, adultos e idosos em oito municípios maranhenses dos 30 que apresentam menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

O coordenador nacional do MST, João Pedro Stédile, esteve na visita ao Palácio dos Leões, e exaltou a iniciativa. "Repassamos uma agenda de interesse do povo maranhense. Em primeiro lugar, o programa de alfabetização de adultos, no qual nós estamos empenhados para que oito municípios do Maranhão finalmente erradiquem o analfabetismo, que quem sabe seja a maior dívida social que os Governos têm como nosso povo", opinou o líder do movimento.

O coordenador do MST Maranhão, Elias Araujo, explica que as ações do programa já estão em fase de implantação. “O 'Sim, eu posso!' está iniciado. Foi feita a primeira atividade nos municípios e o que se espera é, primeiro que a gente possa fazer um diagnóstico, uma confirmação, dos dados de analfabetismos, e, de fato, deflagrar uma campanha de erradicação do analfabetismo”.

'Sim, eu posso!'
Para efetivar o programa, ocorreu uma ação conjunta de mobilização entre as Secretarias de Estado de Educação (Seduc) e de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), com a assessoria técnico-pedagógica do MST e Uema. O objetivo era a realização de visitas institucionais às prefeituras, câmaras municipais, entidades da sociedade civil, entrelaçando os atores sociais, para redução do analfabetismo no Maranhão.

E para avançar nas etapas de concretização do programa, a Seduc também já realizou a formação de 16 multiplicadores (coordenadores), que atuarão nos municípios beneficiados. Estes repassarão a metodologia de ensino aos alfabetizadores de turma nas cidades.

A próxima etapa da jornada ‘Sim, Eu Posso’, já nos municípios, terá duração de oito meses. Nos três primeiros, ocorrerá o processo de alfabetização em si. Nos cinco restantes, os recém-alfabetizados participarão de um processo chamado ‘Círculo de Cultura’, em que vencerão, também, o chamado analfabetismo funcional, e lhes permitirá fazer leituras críticas da realidade, tendo como referencial teórico os fundamentos dos círculos de cultura da Pedagogia Freireana.

Por Mariana Salgado.
Foto: KarlosGeromy/Secap.
Enviado por Eri Santos Castro.
#Compartilhe.

Lula: "Perdi em 89 roubado, tudo arquitetado pela Globo, e fiquei quieto. Desta vez é diferente!"




:

No ato da Cultura pela Democracia, que ocorreu nesta segunda (11), no Rio de Janeiro, o ex-presidente Lula afirmou que "jamais" imaginou, aos 70 anos, "ver golpista tentando tirar uma presidenta eleita democraticamente"; ele voltou a criticar o vice-presidente Michel Temer e o presidente da Câmara, Eduardo Cunha; "Vejam quem quer tirar Dilma. Primeiro, Temer; segundo, Cunha; terceiro, Geddel; quarto, Henrique Eduardo Alves. Eles mostraram a faceta de uma parte da elite brasileira, que não gosta e não acredita em democracia", afirmou; o ex-presidente ressaltou que irá trabalhar como ministro para recuperar o país; "Nós vamos recuperar este país. Este país aprendeu a ser respeitado", disse; ele ainda afirmou que a presidente Dilma Rousseff "aprendeu" que não deve governar com os olhos no mercado; "Ela fez um ajuste que nenhum companheiro gostou. O mercado dela não é o banqueiro, é o povo trabalhador. Eles não deixam a Dilma governar, querem truncar a democracia", frisou; o ex-presidente disse que nunca contestou resultado de eleições e voltou a criticar a imprensa: “Perdi em 89 roubado, com apoio da Globo, e fiquei quieto. Desta vez será diferente.”
Com Brasil 247.

Urgente: É mentira e criminosa notícia sobre o MST

Urgente, Urgente, Urgente
É totalmente mentirosa e criminosa a notícia sobre a apreensão de mais de 50 mil mochilas, contendo dinheiro, em poder do MST- Movimento dos Sem Terra.
É mais uma atitude fascista patrocinada pelos golpistas.
Por essa e outras que não vai ter golpe!
Foto de Eri Castro.

4 de abr de 2016

Perceberam que o tiro saiu pela culatra

A Folha está indócil e mordida, desesperada mesmo. Mandou o editorial apocalíptico de domingo ao entardecer de sábado, aflita, por três motivos:
1 -- As coisas não estão saindo como esperava no Congresso, onde o PMDB frustrou-lhe o roteiro anunciado de desembarque total. Temer não entregou a mercadoria e ainda foi chamado de burro e precipitado por outros caciques do partido.
2 -- Ela que tem instituto de pesquisa, sabe que a manifestação de quinta foi retumbante, uma onda de energia de norte a sul, de leste a oeste. Em dia de semana, sem catraca aberta em SP, sem convocação dos Grandes Irmãos da Mídia. Também sabe que essa onda vai se espalhar com o mote da "defesa intransigente" da Democracia lançado por Chico Buarque no Largo da Carioca.3 -- A Cadeia da Legalidade ganhou outro inestimável impulso ontem em Fortaleza. Um verdadeira explosão popular. Tudo que eles temem estava ali: Lula no meio da multidão com todas as barreiras quebradas. Isso vai se repetir em todo o país..
Agora é a Folha e seus cúmplices de Golpe que precisam correr contra o tempo.