22 de mai de 2015

Babilônia na UFMA- Ato-show de encerramento de campanha de Nair Portela reitora

BABILÔNIA NA UFMA!
Hoje (22), SEXTA 6 E MEIA, na área de vivência, ato-show em apoio a professora Nair Portela Reitora, com as presenças de diversas lideranças acadêmicas e da sociedade e ainda ato cultural com Tribo de Jah, Josias Sobrinho, Augusto Bastos, Valber Pessoa, Ronald Pinheiro, Ivandro Coelho, Papete e seu boi mimoso, Erasmo Di Bel, Wilson Jara, Chagas do boi da Maioba, Cecília Leite, Sérgio Brenha ... AVANTE, A UFMA NÃO PODE PARAR!

21 de mai de 2015

Governo implantantará 11 novos aeroportos no Maranhão


O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio (Seinc), está trabalhando para a implantação do Programa de Aviação Regional (PIL), que visa a instalação de aeroportos em todo o país. No Maranhão, 11 aeroportos estão contemplados no programa, sendo eles os de Bacabal; Barra do Corda; Barreirinhas; Balsas; Carolina; Caxias; Governador Nunes Freire; Imperatriz; Pinheiro; Santa Inês e São João dos Patos.

Em reunião realizada em Brasília, a Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República (Sac-PR) informou ao Governo do Maranhão que os estudos de viabilidade técnica, que identificam as intervenções necessárias e o reaparelhamento de cada aeroporto, estavam atrasados por conta da ineficiência de gestões estaduais passadas.
Diante disso, o governador Flávio Dino determinou que a Seinc liderasse o projeto de implantação junto aos órgãos federais e prefeituras, atuando de forma a acelerar a conclusão desses aeroportos.

O secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo afirmou que os aeroportos de Bacabal; Barreirinhas; Barra do Corda; Carolina; Santa Inês e Pinheiro já estão em fase de estudo preliminar. Caxias e Imperatriz estão na fase do estudo de viabilidade técnica.

Os aeroportos apresentados pelos municípios de Balsas e São João dos Patos não apresentavam viabilidade técnica para operação visto que, dentre outros problemas, se encontravam em área urbana, com ocupações irregulares e residenciais que inviabilizaram os investimentos.
Porém, segundo Simplício Araújo, o governador conseguiu que as prefeituras fornecessem novas áreas para implantação dos aeródromos e os mesmos já foram informados à Sac-PR.

“Os 11 aeroportos previstos estão sendo trabalhados pela Sac-PR e pela Seinc. O Governo do Estado está atento e cobrando dos responsáveis brevidade”, garantiu o secretário.

Segundo Simplício Araújo, os recursos para a construção desses aeroportos, no valor de R$ 270,5 milhões, estavam disponíveis desde o início de 2013. “Por determinação do governador Flávio Dino, estamos em contato constante com prefeituras, com a Sac e demais atores envolvidos para acelerar o processo e garantir que nada fique paralisado”, afirmou.

Do total de aeroportos incluídos no programa de aviação regional, nove serão administrados pelo Governo do Estado, tendo como base o novo Plano Geral de Outorgas (PGO). Neste plano, estão definidas diretrizes e modelos para a exploração de aeródromos civis públicos, em conformidade com a Política Nacional de Aviação Civil (Pnad).

O PGO determina que a exploração de aeródromos estratégicos só poderá ser delegada a municípios que apresentem Produto Interno Bruto (PIB) anual superior a um bilhão de reais, conforme divulgação mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Após serem implantados, os aeroportos possibilitarão um avanço no crescimento econômico do Estado, contribuindo na geração de emprego e renda. A iniciativa também deve alavancar o turismo em todas as cidades do Maranhão.

Por Danille Cavelt.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Mudança na prática 27: Governo realiza “Diálogos com Fornecedores” nesta quinta (21)



Embora seja um direito garantido por lei, a meia-entrada ainda gera algumas dúvidas. Em função disto, a Gerência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-MA) realiza o evento “Diálogos com Fornecedores: Meia-entrada”. O diálogo, que acontece nesta quinta-feira (21), às 15h, no auditório do Palácio Henrique de La Roque, é aberto ao público.

O objetivo é esclarecer sobre os benefícios da meia-entrada, facilitar o acesso dos beneficiários, informar o público em geral quem realmente tem direito ao benefício e estabelecer metas de cumprimento da lei.

O evento terá a presença de produtores, promotores de eventos, donos de casas noturnas; consumidores, em especial os beneficiados, como professores, estudantes, doadores de sangue, pessoa com deficiência, idosos e jovens de baixa renda. No evento, serão coletados elementos para emissão de uma portaria que será divulgada pelo Procon. Em seguida, será realizada a operação ‘Mestre Dos Magos’, que tem como objetivo verificar o cumprimento dessa legislação.

De acordo com o diretor-geral do Procon, Duarte Júnior, a meia-entrada garante que o consumidor pague, por exemplo, metade do valor de um ingresso de uma peça de teatro. Mas, não são todas as pessoas que podem usufruir dessa vantagem.

“O benefício é um importante instrumento de democratização da cultura, regulamentado pelas leis 12.933/13, 12.852/13 e lei estadual 9683/12, mas precisa ser direcionado de forma correta. Nosso objetivo é garantir direitos básicos ao cidadão, como acesso a educação e informação acerca da efetivação do benefício, permitindo que ela seja consciente dos seus direitos e deveres, de acordo com as diretrizes do governador Flávio Dino”, disse.

O evento é uma iniciativa do Procon-MA, órgão vinculado à Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), com a colaboração de entidades e movimento estudantil.

Por Emilly Castelo Branco.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

20 de mai de 2015

Pesquisa Escutec: Eliziane lidera, vai se distanciando da 'síndrome de Marina" e se consolida como favorita para prefeita de São Luís


O governador Flávio Dino tem dito que nenhum candidato que o apoiou  será hostilizado pelo seu governo


E o PT definha. É um absurdo o maior partido do Brasil não ter candidato em São Luís.

A deputada federal Eliziane Gama (PPS) lidera todos os cenários apontados na pesquisa de opinião Escutec contra o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC), quando abordada a perspectiva eleitoral em relação ao pleito de 2016 em São Luís.
A pesquisa, divulgada com exclusividade por O Estado, ouviu 807 eleitores entre os dias 12 e 15 de maio e possui um intervalo de confiança de 95%, com margem de erro de 3% para mais ou para menos.
A pesquisa mostra que caso fosse realizada hoje a eleição, Eliziane Gama – deputada federal mais votada no pleito de 2014 -, estaria eleita prefeita de São Luís. Ao todo, foram três os principais cenários destacados no levantamento.
No primeiro, quando perguntado em quem votaria caso fossem estes os candidatos a prefeito da capital, o eleitor coloca Eliziane Gama na liderança com 33,5% das intenções de votos. A ex-governadora e ex-senadora da República, Roseana Sarney (PMDB), aparece na segunda colocação, com 15% da preferência do eleitorado. Roseana, no entanto, jamais se colocou na condição de candidata ou falou com a imprensa sobre a possibilidade ou não de disputar as eleições de 2016.
Na terceira colocação, com 13,8% das intenções de votos aparece o prefeito Edivaldo Holanda; logo em seguida aparece o ex-prefeito de São José de Ribamar Luis Fernando Silva (PSDB) com 10%; Rose Sales (PP) com 4,1% e Gastão Vieira (PROS) com 3,1%. Ao todo, 15% do eleitorado afirmou que não votaria em nenhum dos candidatos e outros 5,6% opinaram não saber.
No segundo cenário Eliziane Gama já aparece com 42,8% das intenções de votos. O prefeito Edivaldo Júnior fica na segunda colocação com 13,3%. Em seguida aparecem Neto Evangelista (PSDB) com 6,4%; Rose Sales com 5,7%; Gastão Vieira com 5,5%; e o vereador Fábio Câmara (PMDB) com 2,2%. Outros 18,3% afirmaram que não votariam em nenhum destes candidatos e 5,9% disseram não saber.
 
Vantagem
No terceiro cenário a deputada federal Eliziane Gama também aparece com larga vantagem sobre o prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Do total do eleitorado entrevistado, 35,3% disse que votariam nela caso as eleições fossem hoje.
Já o prefeito petecista ficou com 14,9% da preferência, empatado tecnicamente com o tucano Luis Fernando Silva, que aparece com 14,3%.
Rose Sales, assim como Eliziane, Edivaldo e Gastão, presente em todos os cenários pesquisados, apresenta 5,2% das intenções de votos.
Em seguida aparece o ex-deputado estadual e ex-secretário de Estado da Saúde , Ricardo Murad (PMDB), com 4,8% e Gastão Vieira, com 4,6%.
Outros 15,9% afirmaram que não votariam em nenhum dos candidatos apontados e 5,1% não souberam ou não quiseram responder.
O último cenário inclui João Castelo como candidato do PSDB. Eliziane mantém a dian- teira, com 40,4%, seguido do tucano, com 13,3%. Edivaldo aparece com 11,8% e Rose Sales com 5,9%. Gastão Vieira regis- tra os mesmos 4,6% e Fábio Câmara, 2,1%.
Esta foi a primeira pesquisa de intenções de votos sobre as eleições para prefeito de São Luís que ocorrerá em 2016. O levantamento foi feito em cerca de 100 bairros, divididos em 11 setores, das zonas urbana e rural do município. Do total de entrevistados, 371 foram homens e 436 mulheres.


Com  O Estado, via blogue Gilberto Leda, veja aqui!
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

MEB-Movimento de Educação de Base contribui com o governo em busca do analfabetismo zero no MA

Ontem(20), à tarde, estive em reunião com o dirigente da Secretaria Estadual de Educação Pe. Fabio com o coordenador nacional do MEB-Movimento de Educação de Base, da CNBB, Dom Gabriele Cipriani, e mais o dirigente da ASP-Associação Saúde da Periferia Pe. Joao Maria e Alcidinho de Primeira Cruz. Avante Maranhão!

Babilônia na UFMA: Encerramento da campanha de Nair Portela será na área de Vivência, relembrando o projeto do DCE SEXTA 6 E MEIA


Estive com os professores Dimas Salustiano (Direito) e Patrickson Santos (Engenharia), Alcidinho de Primeira Cruz e dirigentes da UFMA confirmando a nossa participação no ato político-cultural na Sexta 6ª e Meia- uma alusão a um projeto de debates e cultural da Geração Henfil, do DCE-Diretório Central dos Estudantes, ( figurados por Flávio Dino, Márcio Jerry, Eri Castro, Dimas Salustiano, Jarbas Couto, Laurinda Pinto, Wal Oliveira, Lúcio Maia, Anibal Lins, Romeno Barros, Sirliane Paiva, Rita Ivana, Genivaldo Abre, Martim José,  Pedro Dualibe, Jefferson Portela, Ana Maria, Eurípedes Serra, Josinaldo da Luz, Douglas Martins, Paulo Madeira, Deane Costa, Ananias Martins, Marlon Reis, Manuel Matos, Carlos Maceira, Nonato Chocolate, Wagner Cabral, Mário Macieira, Márcio Jardim, Sálvio Dino..., que aconteceu no final da década de 80 e início dos anos 90-) na área de vivência, nesta sexta (22), seis e meia em apoio a professora Nair Portela Reitora, com as presenças de diversas lideranças acadêmicas e da sociedade e ainda ato cultural de Josias Sobrinho, Augusto Bastos, Valber Pessoa, Ronald Pinheiro, Joãozinho Ribeiro, Ivandro Coelho, Mano Borges, Celso Reis, Cecília Leite, Sérgio Brenha ... AVANTE UFMA!

Esse evento será caracterizado como o ato de encerramento da campanha de Nair Portela reitora da UFMA.

19 de mai de 2015

Por um novo PT- Viva o 5º Congresso do PT- Pensar pra refazer!

Não se pode sentar sobre o que se construiu e o que se conquistou exatamente porque o tempo leva tudo à ruína.
O PT não teve a prudência necessária para construir os diques da segurança das conquistas alcançadas pelos governos Lula e Dilma. Então, o PT terá que ter a ousadia agora para enfrentar águas revoltas para não ver destruído o que construiu.

Ordem e Progresso… da Dengue!

Duke
                                                                Charge do duke, via O Tempo e blogue do Josias.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Tarso Genro diz que formará frente de esquerda no Rio




Tarso Genro reitera que aliança do PT é pela esquerda 

A intenção do novo grupo é reunir, no Rio de Janeiro, intelectuais e políticos de diferentes partidos para discutir os rumos da esquerda no Brasil, com foco nas próximas eleições

Por Redação


Dedicado a um projeto que inclui estabelecer-se por um tempo no Rio de Janeiro, o ex-governador do Rio Grande do Sul e um dos principais pensadores do PT, Tarso Genro, externou desconforto com as medidas econômicas levadas a cabo pelo governo Dilma Rousseff e voltou a criticar aos rumos da sigla durante um debate sobre reforma política, na terça-feira (12), na Uerj (Universidade do Estado do Rio de Janeiro). Discutindo o tema ao lado do deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), o petista declarou que o ajuste fiscal em curso gera "um constrangimento impossível de ser digerido" pelo partido.
Ministro da Educação e da Justiça no governo Lula, Tarso vai se dividir entre sua residência em Porto Alegre e outra no Rio, onde pretende passar uma semana por mês. Sem dar detalhes, ele defendeu a criação de uma "nova frente política" de esquerda no país, com vistas às eleições de 2016 e 2018. A ideia é reunir intelectuais, políticos de diferentes partidos e outros atores para discutir os rumos da esquerda.
"Nós temos agora que atravessar uma eleição municipal, e o Rio de Janeiro tem uma importância muito grande nesse processo, por aglutinar uma candidatura popular e democrática que cria um simbolismo político novo para o País", declarou Tarso durante o debate. "O Rio tem forças políticas dentro dos partidos de esquerda com condições de promover uma nova unidade, uma nova frente política para revigorar o projeto de esquerda. Vejo lideranças de vários partidos capazes de fazer isso", disse, após o evento.
Embora não tenha revelado quem procurará em sua estada no Sudeste, o ex-governador gaúcho esteve reunido ontem, antes do debate, com Freixo, parlamentar que, embora faça oposição ao governo federal, deu apoio à reeleição de Dilma no segundo turno.
Em sua fala, próxima à visão de outros partidos mais à esquerda e distante de posicionamentos que prevalecem hoje no PT e no governo federal, Tarso fez novas críticas ao partido. "Nós, que somos minorias dentro do partido, não temos ninguém a nos opor, porque não há hegemonia partidária hoje. Há um condomínio administrativo e um partido em crise, que está se segurando para não entrar numa depressão profunda", declarou. "Não existe grupo dirigente. Existe um acordo de funcionalidade partidária e um projeto de estado vencido." Para Tarso, o projeto desenvolvimentista iniciado no governo Lula cumpriu seu ciclo e, portanto, está esgotado.
Ainda na seara econômica, Tarso defendeu que o Brasil precisa sair de uma posição de "dependência subordinada" e estabelecer uma relação de "cooperação recíproca" com o capital financeiro internacional. "Nós não podemos imaginar que vamos nos retirar da ordem econômica e financeira internacional. Isso não existe mais", disse o petista, que elogiou iniciativas globais como o banco dos Brics (bloco formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).
Ao reprovar as condições do ajuste fiscal em curso, Tarso propôs que o aperto seja direcionado às classes mais altas e inclua medidas como a taxação de grandes fortunas e de heranças e a reestruturação do Imposto de Renda.
"Se nós [a esquerda] não respondermos, no plano nacional, de que forma vamos reorganizar o processo econômico do País [...], dificilmente vamos ter condições de sair do tipo de ajuste que está sendo feito neste momento, que é o ajuste tradicional e que gera, inclusive a nós do Partido dos Trabalhadores, pelo menos da parte do partido da qual eu participo, um constrangimento impossível de ser digerido", afirmou.
O ex-governador voltou a criticar os grandes veículos de comunicação, a quem culpou de impedir os governos de esquerda de implementar seus projetos no país. Ele se disse favorável a uma reforma do "sistema de comunicações do País" com o objetivo de "acabar com o oligopólio da mídia".
Derrotado pelo peemedebista José Ivo Sartori na corrida pela reeleição ao governo gaúcho no ano passado, o petista disse acreditar que a crise pela qual seu partido passa vai gerar um impulso de renovação. "O PT está em crise, mas não é uma crise terminal", afirmou, acrescentando que o momento que a sigla atravessa está inserido num contexto global de dificuldades das esquerdas. "Aqueles que apostam que o PT é um partido que já desistiu de compor o cenário nacional como um partido importante estão equivocados", disse após o evento.
Defensor da tese de que o PT deveria ter sido "refundado", logo após o escândalo do mensalão, Tarso voltou a tocar no assunto ao afirmar que o partido nunca consultou seus afiliados sobre o tema. "Não o fez porque o aparato burocrático para colocar esta discussão dentro do partido teria que abdicar do seu poder decisório. Então enterraram o projeto refundacionista, que agora está começando novamente a tomar fôlego", declarou.
Referindo-se aos casos de corrupção envolvendo o partido, ele atribuiu as manifestações em reação aos escândalos, por parte do que chamou de "classes dominantes", à contrariedade de tais grupos à políticas sociais implementadas pelo PT.
"Eles são contra as ousadias dessas poucas reformas populares que foram feitas", afirmou. "A classe média brasileira está se 'paulistinizando', está cada vez mais paulista. O cara tem 50 mil no banco e acha que é o [Antônio] Ermírio de Moraes. Ele não quer pobre perto dele, ele não quer o negro na universidade, ele não quer aceitar a diversidade sexual [...] Pensa que é rico; não sabe o que é riqueza", disse, arrancando risos do público, composto por estudantes, professores e militantes de diferentes partidos.

Da assessoria.

Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

18 de mai de 2015

Valmir Santos: o melhor de nós










O melhor de nós

Valmir tinha seus defeitos, ainda bem! Mas o que chamava a atenção eram as suas virtudes. Acho que foi por isso que sua morte, em 20/4/2012, chocou tanto e acabou por nos aproximar depois de tantos anos. Juliano Corbellini disse, no nosso encontro de 16/5/2015, que "o Valmir era o melhor de nós". Essa frase ficou ecoando na minha cabeça. Comecei a olhar as pessoas ao meu redor e lembrar de outras que fizeram parte da "geração Henfil". Acho que o Juliano quis dizer que o Valmir era o melhor militante, ou a melhor pessoa, não sei. Mas pensei a frase sob outro sentido. O melhor de nós? O Valmir tinha o carisma doClaudio Langone e a alegria do Edu Nascimento (vulgo Banana ou Janjão). Tinha o sorriso da Marcela Do Espírito Santo e da Paula Paula Ravanelli Losada. A firmeza de caráter do Átila Drelich, misturada com a ironia fina do Alan. Nas suas ideias, dava pra ver a profundidade do Paulo, mas com a bondade da Ana Siqueira. Claro que vinha com a determinação da Ana Maria Ribeiro e do Gerson Bittencourt.

Sem esquecer da alegria do Ubiratan Felix e do Eri Castro

Por todas essas virtudes, Valmir pagou um preço pessoal muito alto. Sentiu na pele o que há de pior na "esquerda" brasileira ao ter o desprazer de conviver com o PCdoB durante tanto tempo. Uma vez ele me disse que levou anos para esquecer as ofensas que ouviu, horas seguidas, de militantes do PCdoB durante o congresso da Une de 1987. E a dor que ele sentiu, foi compartilhada por todos aqueles que compartilhavam também as suas virtudes. 
            Acho que mais do que isso, o Valmir nos inspirava a           sermos melhores, nos fazia por para fora o nosso melhor. Nesse sentido, o Valmir continua aqui, vivinho da Silva, como "o melhor de nós".

Aos presentes ao Encontro da Geração Henfil-Valmir e aos ausentes, assim como eu, que não puderam participar.

Quem é que vai ouvir a minha oração?
E quantos vão morrer até o final dessa canção?
E quem vai prosseguir com a minha procissão
Sem nunca desistir, nem sucumbir a toda essa pressão?


Na última comemoração do 1º de maio, dia do trabalhador, ao olhar para um grupo que caminhava, em romaria, ostentando um cartaz onde se lê CORAGEM, dou um click. Aquela imagem está gravada na minha retina e congelada no tempo. Assim como as cores da feliz vivência da minha juventude, onde tive o privilégio de conviver com pessoas que em muito moldaram a minha percepção do mundo e das coisas. Há muito, muito tempo, lá na minha terra, lá pras bandas do Maranhão, isto de que vos falo aconteceu.

A coragem existia e estava instalada. Já ninguém se lembrava da forma como tinha surgida e ficada. Ao que parece, contam os nossos mais velhos, a coragem apareceu há muitas centenas de milhares de anos. Vem desde da criação do tempo. A construção de uma sociedade com homens e mulheres socialmente iguais, humanamente distintos e totalmente livres tem sido a nossa CORAGEM MAIOR. Quero falar pra todos vocês o quanto que essa convivência moldou-me a ser o que sou e sei da dor e delícia de sê-lo.

Beijos pra todos vocês e até breve. VIVA A GERAÇÃO HENFIL.
Eri Castro.

Mais de 50 pinheirenses se reúnem para debater às eleições 2016. O advogado e presidente da Federação Maranhense de Futebol Antônio Américo Gonçalves pode ser candidato a prefeito




BOM DIA, participei ontem 16, de um encontro com mais de 50 pinheirenses, onde surgiu a ideia do lançamento do nome de Antonio Américo Lobato Gonçalves para candidato a Prefeito de Pinheiro, na opinião de todos é que, na onda do novo, não tem nome melhor para nossa cidade.Antonio Américo que é filho de uma tradicional família pinheirense, advogado,presidente da Federação Maranhense de Futebol, foi consultado pelo grupo e disse que poderá topar o desafio.

Mudança na prática 26: Governo debate tecnologias digitais, participação popular e gestão pública

Vice-governador, Carlos Brandão, o secretário Francisco Gonçalves e o secretário-adjunto Ribamar Praseres no Workshop Tecnologia a Serviço da Participação Popular.

O Governo do Estado promoveu, na quinta-feira (14), o Workshop Tecnologia a Serviço da Participação Popular. Organizado pela Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop), em parceria com a Open Society Foundations, o encontro, realizado no auditório do Palácio dos Leões, reuniu gestores e técnicos das secretarias e órgãos do governo estadual. O evento contou, também, com a participação de consultores que compartilharam projetos, ferramentas e experiências vivenciadas em outros estados.

Durante a mesa de abertura do evento, o vice-governador Carlos Brandão destacou que é de interesse do governo ampliar a participação popular na gestão. “O governador Flávio Dino tem sempre dialogado com a população maranhense, desde a construção do Plano de Governo. Hoje, um dos nossos desafios é fazer com que a oportunidade de participar da gestão possa chegar à ponta”, afirmou. 

O próximo passo será a formação de um grupo de trabalho com as secretarias que coordenarão as iniciativas de participação popular, entre elas as secretarias de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular, Ciência e Tecnologia, Transparência e Controle, Comunicação, Planejamento e Tecnologia da Informação, e Assessoria Especial do governador. A proposta do grupo de trabalho é discutir e elaborar uma minuta da Política de Participação Popular. Para isso, serão utilizados os espaços das conferências que acontecerão em 2015 para ampliar o debate sobre o assunto. Além da política, a ideia é construir os instrumentos que irão fomentar a participação popular.

O secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves, explicou que a ideia é construir, em conjunto, uma Política Estadual de Participação Popular. “Nós vamos fazer uma agenda de mudança com ampla mobilização da sociedade, transparência e controle social. Estamos criando as condições para que seja dado um salto no que se refere à participação popular no Maranhão”, afirmou.

Participaram do encontro, representantes de instituições como a Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis; a Rede Mobilizadora Meu Rio; UPDATE (laboratório de práticas de participação política); e o Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS) do Rio de Janeiro. O encontro contou, ainda, com a participação de representante do Banco Mundial, via videoconferência.

O representante do Update, Caio Tendoline, analisou o novo cenário político do Maranhão. “A comparação que fiz é de que vocês estão instalando um sistema aberto de governo no lugar de um sistema fechado. O grande ponto positivo de um sistema aberto é que você consegue convidar as pessoas, que antes só recebiam as decisões, a participarem e a terem uma voz mais ativa. Esse é um desafio muito grande, mas necessário para o avanço e a consolidação de processos sociais democráticos”, destacou. 

Anna Lívia Arruda, do Movimento Meu Rio, e Fabro Steibel, do ITS, também destacaram os desafios e a importância da iniciativa do governo Flávio Dino. “É preciso levar em consideração que as pessoas participam de diferentes maneiras porque existem diferentes níveis de interesse e de disponibilidade”, destacou Anna. “O processo de participação é importante para que as pessoas se sintam parte do governo e da construção das políticas”, completou Fabro.

O debate será retomado com as secretarias estaduais que têm relação mais direta com o tema. Em um seminário previsto para acontecer no mês de junho, a discussão será ampliada para envolver a sociedade civil. Para o seminário foram convidadas a equipe do Rio Grande do Sul, que tem experiência com a participação popular, com o Gabinete Digital, e da Plataforma Brasil do Governo Federal.

Por Jéssica Wernz.
Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.

Mudança na prática 25: Maranhão recebe 10 ministros em 4 meses e reforça parcerias entre Estado e União

O governador Flávio com o ministro de Assuntos Estratégico Mangabeira Unger

Em quatro meses de gestão Flávio Dino, o Maranhão recebeu 10 ministros para anunciar parcerias entre o Estado e a União e integrar o Maranhão aos programas para o desenvolvimento do país. Com bom trânsito em Brasília, o governador abre as portas do Maranhão para a presença de comandantes de importantes pastas no Governo Federal e seja prioridade nas políticas de correção das desigualdades sociais acumuladas durante as últimas décadas.

Amanhã, por exemplo, o ministro da Previdência Social será recebido na cidade de Porto Franco, no sul do Maranhão, para inaugurar a nova Agência da Previdência Social no Estado. Carlos Eduardo Gabas, responsável pela pasta, vem ao Estado a convite de Flávio Dino para conhecer a realidade do Estado e anunciar novas ações.

Na última semana, outros dois ministros também visitaram importantes municípios maranhenses. Kátia Abreu (Agricultura, Pecuária e Abastecimento), esteve em Balsas para conversar com produtores do Estado sobre a implantação do Plano de Ações direcionado à região do MATOPIBA – Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia. Os quatro Estados integram o projeto nacional de produção, industrialização, armazenamento e exportação de produtos agrícolas estratégicos para dinamizar a economia brasileira.

Artur Chioro, ministro da Saúde, esteve em Imperatriz e Montes Altos na última quarta (13) para dialogar com a classe médica e iniciar a campanha nacional de Vacinação Indígena pela aldeia São José, no Maranhão. Além de ouvir as demandas da região Tocantina por parte dos médicos e dos usuários, Chioro também fez uma avaliação dos primeiros meses da gestão da Saúde Pública Estadual com a equipe do atual Governo. O ministro já havia estado em março em São Luís e conversado com o secretário de Saúde, Marcos Pacheco, em Brasília.

“Lá em Brasília hoje é reconhecido que o Maranhão tem uma equipe de Saúde a se parabenizar. Inclusive pelas prioridades que foram estabelecidas agora no Estado. A gente tá muito mais seguro quando tem clareza nas prioridades na área da Saúde como agora o Governo do Maranhão passa a ter,” ressaltou o ministro da Saúde durante reunião com a classe médica de Imperatriz.

A Cultura Maranhense também foi prestigiada nesses primeiros meses, com a visita do ministro Juca Ferreira e o anúncio de mais de R$ 133 milhões para o setor no ano de 2015. Serão 44 ações em requalificação urbana, obras em igrejas, fortalezas, estação ferroviária, monumentos e imóveis tombados através do Programa de Aceleração do Crescimento.

Além deles, estiveram no Maranhão George Hilton representante da pasta do Esporte, Nilma Lino Gomes da Igualdade Racial, Valdir Simão da Controladoria Geral da União, Manoel Dias do Trabalho e Emprego, Mangabeira Unger de Assuntos Estratégicos e Eleonora Menicucci do Ministério da Mulher.

Cada um deles conheceu o Maranhão e trouxe ao Estado investimentos em seu setor, entre inaugurações de novos serviços, anúncios de parceria ou celebração de pactos para integrar o Maranhão aos programas federais, que durante os últimos anos foram abandonados ou negligenciados.

Quando esteve no Maranhão para o Fórum de Inclusão de Jovens no Mercado de Trabalho, o ministro Manoel Dias refletiu sobre o novo momento que vive o Estado. “O Maranhão vive realmente um novo momento. O Governo Federal e o Governo Estadual, estão irmanados numa política que ousa sonhar com mais qualidade de vida para o Maranhão. E para além disso, os dois entes trabalham juntos e realizam,” afirmou em visita a São Luís.

EUA dominam ranking dos maiores grupos de mídia do mundo

EUA dominam ranking dos maiores grupos de mídia do mundo


O estudo intitulado “Os 30 maiores donos de mídia em 2015″ revela que a maior parte das empresas do setor está sediada nos EUA. O Google se mantém com folga na dianteira mundial, enquanto o Facebook passou de 24ª para 10ª maior companhia no mundo e o brasileiro Grupo Globo avançou do 20º para o 17º posto. Confira a lista

Pesquisa divulgada nesta semana pela consultoria ZenithOptimedia, ligada à multinacional francesa de publicidade Publicis, confirma a força do imperialismo estadunidense nos meios de comunicação. O estudo intitulado “Os 30 maiores donos de mídia em 2015″ revela que a maior parte das empresas deste setor estratégico está sediada nos EUA. 


O Google se mantém com folga na dianteira mundial e ainda ampliou a sua liderança. Agora ele tem uma receita de mídia 136% maior que a da Disney, que ocupa a segunda colocação no ranking. O Grupo Globo, da bilionária famiglia Marinho, aparece em 17º lugar no planeta.
Para elaborar o ranking, a ZenithOptimedia considera receita de mídia como “toda receita derivada de negócios que dão suporte para a publicidade”. O seu propósito com a lista é “determinar quais são as empresas mais importantes para o setor de marketing”. 


Depois do Google e Disney estão a Comcast, a 21st Century Fox e a CBS – as cinco primeiras do ranking são estadunidenses. A consultoria credita o vertiginoso crescimento do Google à força da internet e à maior penetração de aparelhos móveis no período, que abriu “novas oportunidades para atingir consumidores com anúncios, componente importante de seu negócio”.


Estes fatores também explicam o resultado do Facebook, o primeiro dos 30 grupos em aumento da receita de mídia – saltou 63% de um ano para outro. A rede social passou de 24ª para 10ª maior no mundo. Os dois grupos seguintes em aumento da receita de mídia foram o chinês Baidu (cresceu 43%, ao passar do 28º para o 14º lugar) e o brasileiro Grupo Globo (avançou 15%, do 20º para o 17º posto). No caso do Baidu, que deixou para trás seus concorrentes ianques Yahoo! (18º) e Microsoft (21º), pesaram o crescimento do mercado publicitário chinês e as “melhorias na tecnologia de busca”.

A lista das maiores empresas de mídia em 2015:

1- Google

2- Walt Disney Company

3- Comcast

4- 21st Century Fox

5- CBS Corporation

6- Bertelsmann

7- Viacom

8- Time Warner

9- News Corp

10- Facebook

17- Grupo Globo

Por Altamiro Borges.

Enviado por Eri Santos Castro.
Compartilhe.